Utilizamos cookies e tecnlogias semelhantes a fim de melhorar sua experiência no site. Ao continuar você concorda e aceita nossa  Política de Privacidade  

ANÁLISES & NOTÍCIAS SOBRE VEÍCULOS COM EMISSÃO ZERO

HOME CARROS MOTOS BIKES TECH MERCADO RACING STARTUPS CONTATO PESQUISAR

Fábrica de carros SEAT diversifica área de negócios ao lançar scooters e patinetes elétricos

Linha Mó composta por eScooter 125 e patinete eKickScooter 65 sintoniza fábrica de carros espanhola ao futuro da mobilidade

Por |
Novos eScooter 125 e eKickScooter 65 intensificam presença da SEAT no mercado da mobilidade urbana elétrica – Foto: Divulgação SEAT

Reinvenção é lema da indústria automotiva. Num mundo onde congestionamentos, poluição e preços baixos ganham protagonismo, outras abordagens em mobilidade são necessárias. Exemplificadas na nova linha elétrica Mó, recém apresentada pela SEAT. A fábrica define o Mó eScooter 125 e o patinete Mó eKickScooter 65 como soluções para atender pessoas e cidades.

Fundada em 1950, a espanhola SEAT justifica a linha Mó com palavras que, vindas de um fabricante de carros há poucos anos, causariam espanto: às vezes carros não se enquadram ao estilo de vida das pessoas. E explica que cada um dos Mó oferece uma abordagem para trafegar pelas chamadas “selvas urbanas”.

A SEAT já tinha presença na mobilidade urbana individual com o patinete eKickScooter 25. E com a nova linha Mó a incursão se aprofunda. Além da inclusão do produto eScooter 125, mira expandir negócios atraindo clientes além dos particulares: entregadores e empresas de compartilhamento.

Cabe destacar: o foco no compartilhamento não está restrito ao eKickScooter 65. O Mó eScooter 125 também terá a sua versão para a finalidade. Diferenciado-se dos modelos particulares pela cor cinza, baú traseiro, suporte para telefone, entre outras praticidades. E praticidade é o ponto de conversão dos atributos do eScooter 125.

A começar pelo número 125, referência à autonomia do scooter: 125Km. Segundo a SEAT, com base no uso médio de condutores particulares, tal alcance possibilita recarregamento apenas uma vez por semana por estas pessoas. Por sinal, carregamento é aspecto citado pela SEAT como exemplo de praticidade. As baterias removíveis podem ser recarregadas instaladas ou fora do scooter. O que permite a troca de baterias, e agilizar o trabalho de entregadores.

O eScooter 125 é ágil. O motor elétrico integrado à roda traseira tem 240 Nm de torque, e acelera o scooter de 0 a 50 km/h em 3.9 segundos. E os 9kW de potência o levam à velocidade máxima de 95km/h.

O eKickScooter 65 mantém o conceito do eScooter, e 65 refere-se à autonomia do patinete. Equipado com um motor de 350W, chega à velocidade máxima de 20km/h – limite em mercados como Alemanha. Com um ponto forte: o eKickScooter é capaz de superar ladeiras de até 20 graus.

A SEAT ainda não divulgou o preço final das versões, nem em quais mercados estarão disponíveis. Mas aventou a possibilidade da própria atuar no mercado de compartilhamento.

Ficha Técnica: Mó eScooter 125
Potência 9KW
Torque 240Nm
Autonomia 125Km
Velocidade Máxima 95 km/h
Recarga 6 horas
Aceleração (0 a 50Km/h) 3.9 segundos
Ficha Técnica: Mó eKickScooter 65
Potência 350W
Autonomia 65Km
Velocidade Máxima 20 km/h
Recarga 6 horas

EDITOR INDICA

RECEBA NOSSAS MATÉRIAS