Utilizamos cookies e tecnlogias semelhantes a fim de melhorar sua experiência no site. Ao continuar você concorda e aceita nossa  Política de Privacidade  

ANÁLISES & NOTÍCIAS SOBRE VEÍCULOS COM EMISSÃO ZERO

HOME CARROS MOTOS BIKES TECH MERCADO RACING STARTUPS CONTATO PESQUISAR

Saiba como o Mustang Mach-E prevê consumo energético por rotas e condições nunca cruzadas

SUV elétrico da Ford será equipado com sistema Intelligent Range, que utiliza aprendizado de máquina e dados coletados da nuvem para estimar precisamente autonomia

Por |
O Intelligent Range calcula, prevê e ajusta a autonomia cruzando padrões de condução do motorista e dados coletados da nuvem – Foto: Divulgação Ford

No plano das montadoras para estimular a compra de carros elétricos, o receio dos consumidores quanto à falta de energia antes do destino e dificuldades para recarga surgem como barreiras. O incômodo tem até nome: range anxiety. E a solução envolve o novo paradigma da indústria automotiva. No qual recursos como aprendizado de máquina, conectividade e aproveitamento energético pesarão na escolha do consumidor. Por isso, toda a linha Mustang Mach-E sairá equipada com o Intelligent Range, sistema capaz de estimar e ajustar a autonomia do SUV.

Assim como os carros a combustão, o alcance dos carros elétricos não é absoluto. Depende de variáveis como modo de direção do motorista, tráfego, topografia e até temperatura do ambiente. Hoje, cálculos já são possíveis. Porém, a Ford faz parte de salto evolutivo preparado pela indústria automotiva. Assim, baseado em padrões de condução do motorista, dados compartilhados por outros veículos (neste caso o Mach-E) e informações como clima e tráfego obtidas da nuvem, será possível estimar a autonomia com boa probabilidade de acerto, não só durante o trajeto, mas antes mesmo do percurso começar.

“Os consumidores de veículos elétricos precisam confiar nas estimativas de alcance. As pessoas querem confiar que chegarão onde precisam, seja numa viagem ou voltando do trabalho. Nosso Intelligent Range ajuda os proprietários do Mustang Mach-E nesse sentindo. Os libera para aproveitarem o percurso”, aponta Darren Palmer, Diretor Global de Veículos a Bateria da Ford.

Entre as características do Intelligent Range chama a atenção a coleta de dados – cedidos voluntariamente segundo a Ford – para calcular as estimativas. A partir das médias de vários Mustang Mach-E, será possível prever com elevada precisão a autonomia até por rotas e condições pelas quais o condutor jamais passou.

E como a probabilidade das variáveis no percurso mudarem são elevadas, o sistema atualiza a autonomia e informa o porquê da alteração. Por sinal, além das rotas, o próprio Inelligent Range terá atualizações regulares. É a lógica dos aplicativos: nada de versão final. O sistema será atualizado frenquentemente. Via internet.

“Mudanças no comportamento ao volante e no ambiente frequentemente podem impactar o alcance, razão pela qual veículos elétricos podem experimentar ajuste de autonomias significativos. A Ford está aproveitando o poder da computação em nuvem para fazer estimativas ainda mais apuradas. E assim reduzir a necessidade de paradas inesperadas, o que ajuda a reduzir a ansiedade dos clientes”, explica Mark Poll, Gerente de Experiência de Recargas de Veículos Elétricos da Ford.

E se as estimativas falharem e acontecer a parada inesperada de um Mustang Mach-E por falta de energia, entra em ação o BEV Roadside Assistance. O serviço rebocará o carro para o local de recarga mais próximo, que pode ser um ponto parte de uma rede de recargas, uma autorizada Ford ou até a residência do cliente.

TÓPICOS RELACIONADOS

EDITOR INDICA

RECEBA NOSSAS MATÉRIAS