Utilizamos cookies e tecnlogias semelhantes a fim de melhorar sua experiência no site. Ao continuar você concorda e aceita nossa  Política de Privacidade  

ANÁLISES & NOTÍCIAS SOBRE VEÍCULOS COM EMISSÃO ZERO

HOME CARROS MOTOS BIKES TECH MERCADO RACING STARTUPS CONTATO PESQUISAR

Ducati amplia linha de bicicletas elétricas com lançamento da e-Scrambler

Bicicleta conta com assistência de motor elétrico e segundo a marca é opção ideal para locomoção nos ambientes urbanos

Por |
e-Scrambler é a opção da Ducati entre as pedelecs, segmento com crescimento representativo dada a comodidade e a agilidade nos deslocamentos urbanos – Foto: Divulgação Ducati

Diversificar o portfólio de produtos. Para atender diferentes demandas dos clientes em virtude dos novos paradigmas da mobilidade. Tendencia da indústria automotiva, presente inclusive em fabricantes Premium. O que explica a o lançamento da bicicleta assistida por motor elétrico – pedelec - da Ducati, a e-Scrambler.

O lançamento de pedelecs por marcas Premium é tendência entre as fabricantes de motocicletas Premium. Vide, por exemplo, a linha pedelec Husqvarna. Porém, é inegável que o apelo da marca Ducati atrai ainda mais atenção para o segmento. Mas há detalhe: a bicicleta não é 100% Ducati. É produzida em parceria com a fabricante italiana Thok.

A parceria entre Ducati e Thok já vem de alguns anos com a linha MIG. Bicicleta com clara vocação para as trilhas. E aí reside o diferencial da e-Scrabler: trata-se de uma bicicleta definida pela Ducati como de uso misto. Ágil nos traçados urbanos, mas capaz de percorrer trechos levemente acidentados no fora de estrada. Diferentemente das predecessoras, a e-Scrambler é equipada apenas com suspensão dianteira. E a própria ciclística do quadro demonstra uma bicicleta mais ambientada aos deslocamentos urbanos do que à terra.

Segundo a Ducati, o baixo centro de gravidade e a geometria do quadro em alumínio conferem à e-Scrambler a mesma sensação de uma bicicleta tradicional. A e-Scrambler é equipada com um motor elétrico Shimano Steps E7000 de 250W de potência e um conjunto de baterias de 504Wh. No aspecto que tange o lado convencional da bicicleta, há o câmbio de 11 velocidades Sram NX 11, freios a disco com 4 pistões nas duas rodas e todos os acessórios para a locomoção diária – para-lamas, garupa, farol.

Preço: 3.699 €. Salgado para uma bicicleta. Mas ainda assim o veículo Ducati mais acessível disponível (por enquanto na Europa).

TÓPICOS RELACIONADOS

EDITOR INDICA

RECEBA NOSSAS MATÉRIAS