Utilizamos cookies e tecnlogias semelhantes a fim de melhorar sua experiência no site. Ao continuar você concorda e aceita nossa  Política de Privacidade  

ANÁLISES & NOTÍCIAS SOBRE VEÍCULOS COM EMISSÃO ZERO

HOME CARROS MOTOS BIKES TECH MERCADO RACING STARTUPS CONTATO PESQUISAR

Em mais uma capítulo na sua retomada, Faraday Future chega oficialmente à Nasdaq

Fusão com SPAC Property Solutions Acquisition Corp foi concluída no início desta semana, e meta é lançar o crossover FF 91 nos próximos 12 meses

Por |
O FF 91 possui 1050 cavalos de potência, autonomia superior a 460 km e aceleração de 0 a 100 km/h em 2.39 segundos – Foto: Divulgação Faraday Future

Nesta quinta-feira, 22, Faraday Future adiciona outro capítulo à sua jornada epopeica: estreia na Nasdaq. Na terça-feira (20) os acionistas da SPAC Property Solutions Acquisition Corp conferiram sinal verde à fusão iniciada em janeiro. Ponte para abertura de capital da startup.

O acrônimo SPAC tornou-se termo comum no meio das startups de mobilidade elétrica. O mecanismo tornou-se a principal ponte para estas novas empresas às bolsas americanas (Nasdaq e Nova York).

De modo simples, uma SPAC é uma empresa sem operações concretas. Basicamente, um (enorme) montante de dinheiro listado numa das bolsas americanas. O único propósito da SPAC é adquirir outras empresas com grande potencial de crescimento, numa transação chamada fusão reversa.

Como a SPAC já é listada, a fusão acelera a abertura de capital para a startup. E a decorrente injeção de recursos financeiros, tão necessários às operações no segmento da mobilidade elétrica. No caso da Faraday Future, a transação injetará aproximadamente US$ 1 bilhão em receita bruta.

Agora combinadas, Faraday Future e Property Solutions Acquisition Corp passam a chamar-se Faraday Future Intelligent Electric Inc, e as ações serão negociadas na Nasdaq sob o símbolo FFIE.

Para o CEO da Faraday Future, Carsten Breitfeld, a conclusão da fusão representa “um novo capítulo na história da Faraday Future”. Fundada em 2014, a startup baseada na Califórnia surgiu como potencial rival da Tesla. Porém, problemas financeiros e de gestão adiaram repetidamente o lançamento do modelo de estreia, o FF 91.

Agora concluída a fusão, o prazo para o enfim lançamento do FF 91 é de até 12 meses.

TÓPICOS RELACIONADOS

EDITOR INDICA

RECEBA NOSSAS MATÉRIAS