Utilizamos cookies e tecnlogias semelhantes a fim de melhorar sua experiência no site. Ao continuar você concorda e aceita nossa  Política de Privacidade  

ANÁLISES & NOTÍCIAS SOBRE VEÍCULOS COM EMISSÃO ZERO

HOME CARROS MOTOS BIKES TECH MERCADO RACING STARTUPS CONTATO PESQUISAR

Com 220 Nissan Leaf, Movida torna-se empresa com maior frota de veículos elétricos de passeio no País

Parceria entre locadora e Nissan acrescenta mais 150 Nissan Leaf à frota com 70 unidades do modelo já em operação

Por |
Objetivo da Movida é desmistificar o carro elétrico ressaltando a experiência positiva na utilização e baixo custo de recargas – Foto: Divulgação Nissan

A Movida alcança o posto de empresa com a maior frota de veículos de passeio puramente elétricos do Brasil. Ao total, serão 220 Nissan Leaf. Atualmente a locadora de veículos possui 70 Leaf na frota, e mais 150 serão adicionados como resultado da parceria com Nissan. Os carros estarão disponíveis para aluguel eventual e de longo prazo, para clientes pessoa física e jurídica.

Além dos carros adicionados à frota, a parceria ampliará a infraestrutura de recargas. A unidade da Movida na Vila Moreira em São Paulo se tornará um hub para recargas. Estrategicamente escolhida por conta do espaço e localização, será equipada com wallboxes e carregadores rápidos, e também funcionará como show room para empresas interessadas em eletrificar as frotas.

Renato Franklin, CEO da Movida, explica que a ideia é desmistificar o carro elétrico: “Essa parceria com a Nissan vai ajudar a desmistificar o uso do carro elétrico. O Nissan Leaf é um carro com muita tecnologia e proporciona uma experiência diferenciada a um custo relativamente baixo. Temos investido bastante para mostrar para todo mundo como é fácil e prazeroso utilizar um carro elétrico, além de ser muito eficiente e sustentável”.

Segundo levantamento realizado pela Nissan Brasil, com base no custo médio da gasolina e do quilowatt-hora (kWh), ao comparar o Leaf a um modelo a combustão equivalente, a redução de custo com recargas no lugar de reabastecimento pode chegar a 75%.

TÓPICOS RELACIONADOS

EDITOR INDICA

RECEBA NOSSAS MATÉRIAS