Utilizamos cookies e tecnlogias semelhantes a fim de melhorar sua experiência no site. Ao continuar você concorda e aceita nossa  Política de Privacidade  

ANÁLISES & NOTÍCIAS SOBRE VEÍCULOS COM EMISSÃO ZERO

HOME CARROS MOTOS BIKES TECH MERCADO RACING STARTUPS CONTATO PESQUISAR

De olho no segmento premium, AOE Mobility apresenta moto elétrica com visual agressivo

Empresa baseada em Oslo pretende preencher lacuna de modelos do segmento para conquistar nicho de mercado

Por |
Linhas retas e minimalistas, sem componentes mecânicos aparentes, com posição de pilotagem estilo café racer prometem conferir identidade à versão final da AOE Mobility – Imagem: AOE Mobility

Uma moto elétrica premium. Com design minimalista, visual futurista e evocando masculinidade. Criada para conquistar clientes sobretudo no país de origem: Noruega. Proposta da AOE Mobility, que apresentará o modelo de estreia em 1 de novembro.

Diferentemente de outras empresas emergentes de veículos elétricos mirando revolucionar o mercado com milhares de unidades, AOE Mobility atem-se a metas mais factíveis. O alvo é claro: o nicho premium cobrando preço elevado (ainda não revelado) pelo modelo de produção reduzida.

Proporcionalmente, a Noruega detém a maior frota de carros elétricos do planeta. Porém, a maturidade das quatro rodas ainda está distante das motos. O que na perspectiva da AOE explica-se em boa medida pela falta de opções. Sobretudo premium. E vem daí o argumento para a empreitada.

“A eletrificação dos carros teve grande início, mas ainda não há muitas motos elétricas notáveis. Por isso decidimos encarar a tarefa de criar uma moto premium. E com objetivo de levar o veículo às ruas rapidamente, escolhemos como estratégia para o desenvolvimento do produto parcerias com fornecedores de componentes já desenvolvidos", explica Adrian Kristofer Locklindh, cofundador e COO da AOE Mobility.

Até recentemente AOE Mobility operava no chamado stealth mode. Ou seja, desenvolvia a moto sem alarde. Agora, com apresentação marcada, será possível avaliar a maturidade do projeto e a eventual viabilidade como negócio.

Especificações da moto, preço, prazos, fornecedores, esquema de produção e modelo de negócios serão determinantes para equacionar o futuro da empreitada. Porque apesar de sair do modo invisível, tais variáveis permanecem opacas.

TÓPICOS RELACIONADOS

EDITOR INDICA

RECEBA NOSSAS MATÉRIAS