Utilizamos cookies e tecnlogias semelhantes a fim de melhorar sua experiência no site. Ao continuar você concorda e aceita nossa  Política de Privacidade  

ANÁLISES & NOTÍCIAS SOBRE VEÍCULOS COM EMISSÃO ZERO

HOME CARROS MOTOS BIKES TECH MERCADO RACING STARTUPS CONTATO PESQUISAR

Com inovadoras baterias de alta densidade, primeiro fórmula elétrico com dois lugares estreia na COP26

Carro promoverá tecnologia eLNO, que proporcionará maior autonomia e recargas mais rápidas aos veículos elétricos

Por |
O objetivo do fórmula de dois assentos é aliar marketing e desenvolvimento tecnológico para a Johnson Matthey – Foto: Divulgação Johnson Matthey

Carros fórmula capazes de carregar piloto e passageiro tornaram-se ferramentas de promoção de alto impacto. E o primeiro fórmula elétrico com dois lugares estreará publicamente neste domingo (31), na COP26 – Conferência das Mudanças Climáticas em Glasgow, Escócia, entre 31 de outubro e 12 de novembro. O carro é resultado da cooperação entre Johnson Matthey e a equipe da Fórmula E, Envision Virgin Racing.

O objetivo do fórmula elétrico de dois assentos é atrair atenção à tecnologia do conjunto de baterias que o equipa, chamada eLNO. Em desenvolvimento pela empresa de tecnologias sustentáveis Johnson Matthey, resumindo tecnicamente, trata-se de catodo de níquel enriquecido, capaz de aumentar em 20% a densidade energética das baterias comparadas às equivalentes atuais.

Aplicado ao conjunto de baterias do bólido, a tecnologia resulta em 47 kWh de capacidade de armazenamento, 585 Volts, e densidade energética de 200 Wh/kg, para energizar os 250 kW de potência (340 cavalos) do carro, que atingirá velocidade máxima de 240 km/h.

"O carro não apenas fornecerá dados valiosos para testes, mas também estamos ansiosos para oferecer aos passageiros a oportunidade única de experimentar a performance emocionante de um carro elétrico de corrida", destacou Christian Günther, chefe executivo de materiais para baterias da Johnson Matthey.

O fórmula elétrico de dois lugares foi projetado e construído pela inglesa Delta Cosworth, renomada na engenharia das corridas. E associado à promoção, objetivo adicional do carro é transferir o aprendizado do projeto a Johnson Matthey. Para incrementar os benefícios práticos prometidos pela tecnologia eLNO, como maior autonomia, recargas mais rápidas e baterias mais duráveis.

O cronograma da Johnson Matthey prevê inicio da produção comercial da tecnologia eLNO a partir de 2024. No momento, a empresa constrói uma planta na Polônia, programada para conclusão em 2022. E planeja linha de produção adicional na Finlândia.

EDITOR INDICA

RECEBA NOSSAS MATÉRIAS